NOTÍCIA

Escorpiões são ameaças para moradores de Campo Grande

12 Fevereiro 2015 por:

Moradores de Campo Grande estão recebendo visitantes indesejados, os insetos e escorpiões, o problema maior é que entre os escorpiões estão o da espécie amarela, que são considerados os mais venenoso da América do Sul.

De acordo com o especialista em coleta de entulhos de Campo Grande, o empresário Luis Mosko da empresa Capital Caçambas ?Os escorpiões geralmente procuram locais como entulhos, telhas, lenha, material de construção, encanamento para poder se esconder, quando encontrados dentro de casa, os locais mais comuns são dentro de calçados e roupas?.

O surgimento dos escorpiões dentro de casa tem origem principalmente do calor, período de chuvas e o acúmulo de entulhos e resíduos orgânicos. O escorpião é um animal pertencente à classe dos aracnídeos, que geralmente se esconde em locais com pouca luz e se alimenta de insetos, como baratas, grilos e cupins.

O escorpião mantem dentro de sua estrutura física uma carapaça bem resistente a ações do ambiente ele possui ainda dentro do seu organismo algumas estruturas que permitem a detecção a presença de produtos químicos no ambiente quando ele é pulverizado, por isso é difícil fazer o controle químico.

Desta forma é feito o combate químico destes insetos para fazer uma prevenção desta cadeia alimentar, assim faz com que os escorpiões sejam afastados deste ambiente por falta de alimento.

Escorpiões em Hospitais de Campo Grande

No final do mês de Janeiro e no início do mês de fevereiro, dois hospitais tiveram ocorrência de presença de escorpiões. O primeiro caso foi no Hospital Regional de Campo Grande onde uma mulher foi surpreendida após um escorpião cair do teto em suas costas, felizmente o escorpião não picou a mulher.

De acordo com a direção do Hospital Regional este foi o segundo caso de escorpião registrado na unidade neste mês de janeiro e que o Hospital Regional está envolvido em uma força-tarefa desde 04 de janeiro com o objetivo de identificação e controle do problema.

O segundo caso aconteceu na Santa Casa de Campo Grande que registrou infestação de escorpiões em alguns setores do hospital. Devido a gravidade do caso um CTI teve que ser interditado e seis pacientes internados em estado grave tiveram que ser transferidos para outro setor do hospital.

Wilson Teslenco, presidente da Santa Casa de Campo Grande, explicou que os escorpiões apareceram mesmo após a realização da dedetização do hospital e que possivelmente o foco foi a obra inacabada do Hospital do Trauma. Até o momento a obra continua sem previsão de conclusão devido à falta de recursos.

Serviço

Para retirada de entulhos e restos de materiais de construção, entre em contato com o Capital Caçambas. O endereço é Rua Vista Alegre, 606, Jardim São Lourenço, e-mail de contato e o telefone (67) 3349-4040 ou 9222-4040.

Caso o seu bairro esteja com infestação de escorpiões, entre em contato com o CCZ - Centro de Controle de Zoonoses de Campo Grande/MS. O endereço é Avenida Senador Filinto Müller, 1601, Vila Ipiranga, e-mail de contato ccz@sesau.capital.ms.gov.br e o telefone para contato é (67) 3313-5000 ou 3314-5001.

VEJA TAMBÉM